Terça-Feira, 24 de Maio Paraguaçu Paulista 25ºC - 12ºC veja mais

Valor médio do Auxílio Brasil será de mais de R$ 400, diz ministro da Cidadania

18/01/2022 - Mais de 17,5 milhões de famílias passam a receber o benefício.


Valor médio do Auxílio Brasil será de mais de R$ 400, diz ministro da Cidadania

O valor médio pago aos beneficiados ao Auxílio Brasil será maior do que R$ 400, disse nesta segunda-feira (17) o ministro da Cidadania, João Roma. “O Auxílio Brasil chega mais fortalecido, ele interliga programas sociais ao programa de transferência de renda. Já no seu início teve um reajuste de 17%, mais do que o avanço inflacionário [10,06%, segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - IPCA], e com o benefício compensatório ele vai para R$ 400 no mínimo. [Isso] significa que o ticket médio passa a ser até maior”, disse Roma.

O ministro foi o entrevistado do primeiro programa da nova temporada do programa Sem Censura, da TV Brasil, e falou também sobre o trabalho do ministério para atender os atingidos pelas chuvas das últimas semanas, principalmente Bahia e Minas Gerais, a liberação de verbas para a emergência para essas tragédias e eleições.

Roma disse que o Auxílio Brasil estava beneficiando 14 milhões de famílias e, a partir desta terça [18], mais de 17,5 milhões de famílias passam a receber um mínimo de R$ 400, após o ministério zerar a fila de espera pelo benefício.

 “Sem dúvida é um avanço na transferência de renda, um incremento na política social do governo e, além disso, você tem a extensão também da tarifa social de energia elétrica, com desconto de 65% para mais 12 milhões de famílias brasileiras, lembrando que 12 milhões já eram contempladas. Começa a ser pago também desde dezembro do ano passado o Auxílio-Gás a 5,5 milhões de brasileiros, e estamos fortalecendo cada vez mais as políticas de transferência de renda”, disse.

O ministro destacou a política de qualificação e mercado de trabalho dentro do Auxílio Brasil. Ele disse que o Sistema S é o principal parceiro na capacitação de mão de obra para levar a oferta de trabalho a quem procura um emprego, mas às vezes não tem a capacitação necessária.

 “A estrutura do Sistema S tem sido uma grande ferramenta, outras instituições têm avançado nisso, o próprio ministério, através de estruturas diretas com os municípios, buscando fazer essas capitações têm avançado muito nessa pauta, com ajuda de cooperativas também. São muitas iniciativas que se somam e hoje há um grande esforço para que possamos disponibilizar uma grande variedade de captação e que essa captação esteja linkada com o que o mercado está oferecendo, pois não adianta você gerar determinadas habilidades se não há vaga para aquilo”, disse.

 

Fonte: Agência Brasil



MAIS NOTÍCIAS

Polícia apreende arsenal com armas e facas na zona rural de Garça

Armas foram localizadas durante cumprimento de mandado de busca e apreensão.

Estão abertas as inscrições para o Encceja 2022

Avaliação é voltada a jovens e adultos.

Caixa paga Auxílio Brasil para beneficiários com NIS final 5

Atualmente 17,5 milhões de famílias recebem o benefício.

IBGE divulga resultado do concurso para o Censo 2022

Em Paraguaçu Paulista serão contratadas 46 pessoas, sendo 40 Recenseadores e 5 Agentes Censitários

Receita abre consulta ao 1º lote de restituição do Imposto de Renda

Crédito será feito para 3,38 milhões de contribuintes.

Lutécia detecta casos de raiva em bovinos

Foi realizada a coleta de material de cinco animais com sintomas nervosos sugestivos de raiva

Conselho do GEP vota contra a implantação do Ensino Integral na escola

A medida vinha sendo debatida na escola com várias mobilizações.

Em dois anos, inadimplência subiu 33% com as contas de luz na região de Paraguaçu

Energisa viabiliza negociação para clientes inadimplentes e alerta para ilegalidade

ANUNCIE DIVULGUE