Segunda-Feira, 14 de Junho Paraguaçu Paulista 27ºC - 21ºC veja mais

China desenvolve vacina contra covid-19 por inalação

08/06/2021 - Quantidade necessária para imunizar é um quinto da injetável


China desenvolve vacina contra covid-19 por inalação

A China se encaminha para a aplicação de uma nova vacina contra o SARS-CoV-2 por meio de inalação. A epidemiologista e virologista Chen Wei e a empresa de biotecnologia CanSino Biologics Inc. desenvolveram o imunizante e destacam várias vantagens em relação à injetável.

Eles informam que, nesta nova vacina, é necessário apenas um quinto da quantidade da vacina injetável do vetor do adenovírus da covid-19. Por outro lado, o produto não requer armazenamento e transporte em caixas frigoríficas.

"Se a vacina for inalada por aerossol, pode formar uma imunidade da mucosa, além da imunidade humoral e celular, normalmente formada pela vacina injetável”, disse Chen Wei, citada pela Euronews. Os investigadores apostam na inalação por aerossol para reforçar a imunidade da mucosa.

O imunizante inalado combina a mesma tecnologia já aplicada pela empresa durante a investigação de uma vacina inalada contra tuberculose e a vacina injetável contra a covid-19, também produzida em seus laboratórios.

"Uma vacina inalada poderá ser mais eficaz do que as injetadas, pois o SARS-COV-2 entra no corpo humano por meio das vias aéreas. Uma vacina inalada pode ativar anticorpos nas vias aéreas, oferecendo proteção extra" diz Xuefeng Yu, executivo da CanSino Biologics.

A atual vacina injetável é de 0,5 mililitros por dose, explicou o especialista de Xangai Tao Lina, citado no Global Times. Segundo ele, a vacina inalada, desenvolvida pela equipe de Chen Wei, pode atingir o mesmo efeito protetor com apenas uma dose de 0,1 mililitro, "isso significa que tem maior eficiência imunológica".

"A maior eficiência da pode vir da forma como a vacina entra no corpo", destacou Tao. "É inalado diretamente, o que mimetiza a infecção natural do vírus respiratório COVID-19, e então forma uma imunidade da mucosa", explicou.

A pesquisadora Chen Wei acrescenta que o imunizante aplicado por inalação poderá reduzir custo da produção e, consequentemente, ficar mais acessível a todos.

Os laboratórios podem produzir cinco vezes mais vacinas inaladas com a mesma capacidade de produção de vacinas injetáveis, o que contribuirá para acelerar a vacinação na China.

Fonte: Agência Brasil



MAIS NOTÍCIAS

ETEC promove Semana da Administração e alunos abordam temas variados

Iniciativa acontece de 14 a 18 de junho com o tema: “Criar, produzir e transformar”.

Busca por tranquilidade para home office aquece setor imobiliário na região de Paraguaçu Paulista

As cidades do interior tem sido o novo destino de quem está em home office e quer paz e segurança.

ACE realiza nova sanitização na área central de Paraguaçu Paulista

Segundo a ACE, no decorrer da semana outros locais também serão visitados.

Corpo de Bombeiros realiza nesta terça-feira (15) uma campanha de arrecadação de alimentos

As doações poderão ser levadas a sede dos Bombeiros, localizada no Centro de Convergência

Câmara aprova projeto do Prefeito Antian para ações de enfrentamento à pandemia

Crédito de quase R$245 mil será aberto no Departamento Municipal de Saúde

Associação Comercial completa 77 anos de história em Paraguaçu Paulista

De olho no futuro, a entidade agora traça planos e desenvolve ações para um desenvolvimento continuo

Idoso morre após acidente entre carro e caminhão na SP-421 em Oscar Bressane

Acidente aconteceu na manhã de sábado (12). O motorista do carro morreu no local.

TV PARAGUAÇU NOTÍCIAS EDIÇÃO 184

Confira os destaques da edição que foi ao ar na última sexta-feira, dia 11.

ANUNCIE DIVULGUE