Sexta-Feira, 30 de Outubro Paraguaçu Paulista 22ºC - 16ºC veja mais

Desemprego diante da pandemia bate recorde e atinge mais de 14 milhões de brasileiros, diz IBGE

16/10/2020 - Entre maio e setembro, aumentou em cerca de 4,1 milhões o número de pessoas em busca de ocupação


Desemprego diante da pandemia bate recorde e atinge mais de 14 milhões de brasileiros, diz IBGE

O desemprego diante da pandemia causada pelo novo coronavírus bateu recorde na penúltima semana de setembro, atingindo mais de 14 milhões de brasileiros. É o que apontam os dados divulgados nesta sexta-feira (16) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com o levantamento, entre maio e setembro, mais de 4,1 milhões de brasileiros entraram para a fila do desemprego, o que corresponde a uma alta de 43% do número de desempregados no país em cinco meses.

Com isso, a taxa de desemprego passou de 10,5% para 14,4%, a maior de todo o período pesquisado.

A pesquisa mostrou também que:

  • Entre as regiões, o Nordeste apresentou a maior alta no número de desempregados, de 69%.
  • O Sudeste, região mais populosa, concentra cerca de 45% dos desempregados no país.
  • A população ocupada ficou estável na maior parte do período pesquisado.
  • O nível de ocupação também ficou estável ao longo da pandemia.
  • A flexibilização do isolamento social foi responsável por pressionar o mercado de trabalho.
  • A informalidade teve queda no país, indicando estagnação do mercado de trabalho.
  • O número de trabalhadores afastados por causa do isolamento social caiu em 83,9% em 5 meses.

O levantamento foi feito entre os dias 20 e 26 de setembro por meio da Pnad Covid19, versão da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua realizada com apoio do Ministério da Saúde para identificar os impactos da pandemia no mercado de trabalho e para quantificar as pessoas com sintomas associados à síndrome gripal no Brasil. Esta foi a última edição da pesquisa semanal.

Apesar de também avaliar o mercado de trabalho, a Pnad Covid19 não é comparável aos dados da Pnad Contínua, que é usada como indicador oficial do desemprego no país, devido às características metodológicas, que são distintas.

Os dados da Pnad Contínua mais atuais são referentes a julho, quando o país atingiu taxa de desemprego recorde, de 13,8%, com mais de 13,1 milhões de brasileiros em busca de uma oportunidade no mercado de trabalho.

Fonte: G1



MAIS NOTÍCIAS

Está na hora de você realizar o sonho da casa própria, não acha?

Na Conexão Consórcios e Seguros o seu sonho está a um passo de se tornar realidade.

Piracema, período de reprodução dos peixes, começa dia 1º de novembro

Pesca tem restrições nesta época e infratores podem ser multados por crime ambiental.

Polícia Rodoviária inicia a Operação Finados nesta sexta-feira na região

Polícia Rodoviária inicia a Operação Finados nesta sexta-feira na região

TV PARAGUAÇU NOTÍCIAS EDIÇÃO 41

Confira os destaques da edição que foi ao ar nesta quinta-feira, dia 29.

Residência destelhada após chuva em Paraguaçu passa por reforma

A casa, localizada na Avenida Hugo Simonetti, no Jardim das Oliveiras, ficou destruída.

Campanha na internet arrecada dinheiro para custear cirurgia de jovem paraguaçuense

Flávio está com duas hérnias de disco que o impossibilitam de andar.

Paraguaçu Paulista confirma mais um óbito por Covid-19

Cidade registrou 14 mortes desde o início da pandemia.

Mais de 25 mil visitantes são esperados no Cemitério da Paz no feriado de Finados

A fim de evitar aglomerações para prevenir contágio da Covid, não haverá missa campal.

ANUNCIE DIVULGUE