Quinta-Feira, 22 de Abril Paraguaçu Paulista 27ºC - 21ºC veja mais

Conversando sobre a depressão

24/08/2020 - Bruno Roça Pereira, psicólogo graduado pela Universidade de Marília – Unimar.


Conversando sobre a depressão

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), a depressão tem se tornado uma das doenças mais incapacitantes do século XXI, sendo possível observar um aumento do índice de morbidade assim como de mortalidade.

A depressão pode ser considerada uma doença que acarreta um sofrimento psíquico muito intenso, levando o paciente a apresentar sintomas como tristeza, cansaço, baixa auto-estima, sentimentos de culpa ou pensamentos suicidas, pouco interesse em relação à vida diária, falta de motivação para realizar atividades cotidianas em gerais, e também cuidados pessoais. Vale ressaltar que para ser considerada uma depressão os sintomas dessa doença precisam ser avaliados e diagnosticados por um profissional especializado.

São muitos os fatores que podem estar relacionados para o aparecimento da depressão. Algumas causas psicológicas podem ser a separação de um casal, a perda de um ente querido, o desemprego, o estresse do dia a dia por conta de uma vida agitada ou mesmo algum trauma que o paciente tenha sofrido que esteja mal elaborado.

Na sociedade atual em que vivemos é muito comum haver julgamentos em torno do indivíduo que apresenta um quadro depressivo, gerando um estigma em torno desse paciente dificultando o seu tratamento. Para que se possa amenizar essa situação é importante que haja um entendimento mais completo em relação a essa patologia que incapacita tanta gente, assim como um maior esclarecimento em torno de sua prevenção, diagnóstico e formas de tratamento.

Existem muitos métodos clínicos para tratar a depressão adequadamente. Em alguns casos pode ser necessário o uso de medicamentos. A intervenção psicoterápica é muito eficaz, pois dá a possibilidade do sofrimento ser vivenciado, elaborado, e ressignificado pelo paciente, fazendo que este obtenha condições necessárias para enfrentar a sua situação atual fortalecendo o seu aspecto emocional.

O apoio familiar também é muito importante neste momento, assim como a prática regular de exercícios físicos acompanhada de uma alimentação saudável.

 

Bruno Roça Pereira

Psicólogo graduado pela Universidade de Marília – Unimar 2015

Possui Aprimoramento em Psicologia Clínica em Saúde Mental realizado pela Faculdade de Medicina de Marília – Famema 2016/2017

Pós-graduando em Psicoterapias de Orientação Psicanalítica pela Faculdade de Medicina de Marília – Famema 2019/2021

Atende em consultório particular localizado na Rua Prefeito Jayme Monteiro, 357, Paraguaçu Paulista/SP, cel 18 99775 2907 e tel 3361 2769

 

 



MAIS NOTÍCIAS

Idosos com 64 anos receberão primeira dose de vacina contra a COVID amanhã (23)

A aplicação da vacina será por drive-thru das 13h às 16h nas Faculdades Gammon.

Nesta sexta (23) tem aplicação de segunda dose de vacina contra COVID para idosos de 69 a 71 anos

A ação será por drive-thru no campus das Faculdades Gammon, das 8h às 11h. 

Polícia Rodoviária apreende grande quantidade cocaína em Ourinhos

Foram localizados 79 (tabletes) de cocaína, pesando aproximadamente 90kg.

Fiocruz vai entregar nesta sexta 5 milhões de doses de vacina contra a COVID-19

Lotes da vacina Oxford/AstraZeneca supera as previsões iniciais

Prefeitura de Assis cria Chat Virtual para atendimento da população

Chat do Via Fácil registrou 29 atendimento no primeiro dia.

Jovem de 22 anos morre após cair de moto em rodovia de Marília

Motociclista trafegava pela SP-294, sentido Tupã (SP), quando perdeu o controle da direção e caiu.

Paraguaçuense de 29 anos morre vítima da Covid-19

Jessica Santana faleceu na tarde desta quarta-feira, dia 21.

Caixa paga auxílio emergencial a nascidos em agosto

Benefício terá parcelas de R$ 150 a R$ 375

ANUNCIE DIVULGUE