Quinta-Feira, 18 de Abril Paraguaçu Paulista 32ºC - 20ºC veja mais

O consumo consciente chegou para ficar

19/03/2024 - Patricia Punder, advogada e CEO da Punder Advogados


O consumo consciente chegou para ficar

Promover o equilíbrio entre as necessidades humanas e a preservação do meio ambiente, e este é o objetivo do consumo consciente. Ele envolve a reflexão sobre os impactos de nossas escolhas de consumo, desde a extração de recursos naturais até o descarte de resíduos.

Os consumidores têm o poder de influenciar as práticas das empresas por meio de suas escolhas de compra. Ao optarem por produtos de empresas comprometidas com a sustentabilidade, estão incentivando um modelo de negócios mais responsável e estimulando outras empresas a seguirem pelo mesmo caminho.

Sim, sofremos com a era do consumismo e apesar de toda a influência de algoritmos sugerindo o consumo desenfreado, entramos na era dos consumidores, onde estes estão tomando ciência do seu poder no mercado. Ao exercerem seu direito de compra, os usuários finais têm o poder de boicotarem empresas que consideram não ter práticas sustentáveis. Portanto, estas empresas podem sofrer prejuízos contínuos e abalo a sua reputação.

Além disso, o boicote não se limita apenas aos consumidores individuais, campanhas de organizações da sociedade civil, grupos de defesa do meio ambiente e movimentos sociais também desempenham um papel importante. Estes esforços coletivos ampliam o impacto da boicotagem e aumentam a pressão sobre as empresas, para que mudem suas práticas.

Os consumidores podem exercer pressão sobre as empresas também através de petições online e feedback direito. O poder das redes sociais e da internet permite que os compradores compartilhem informações sobre produtos e práticas empresariais questionáveis, além de facilitar a organização de protestos e movimentos sociais.

À medida que os consumidores se tornem conscientes do impacto de suas escolhas de consumo, crescerá a demanda por transparência e prestação de contas por parte das empresas. Isso pressionara as organizações a adoção de condutas sustentáveis, desde a cadeia de fornecimento até as políticas de descarte de resíduos.

Portanto, o poder dos consumidores no consumo consciente é uma força motriz para a mudança, capaz de impulsionar uma economia mais justa, equilibrada e sustentável.

Patricia Punder, é advogada e compliance officer com experiência internacional. Professora de Compliance no pós-MBA da USFSCAR e LEC – Legal Ethics and Compliance (SP). Uma das autoras do “Manual de Compliance”, lançado pela LEC em 2019 e Compliance – além do Manual 2020.

Com sólida experiência no Brasil e na América Latina, Patricia tem expertise na implementação de Programas de Governança e Compliance, LGPD, ESG, treinamentos; análise estratégica de avaliação e gestão de riscos, gestão na condução de crises de reputação corporativa e investigações envolvendo o DOJ (Department of Justice), SEC (Securities and Exchange Comission), AGU, CADE e TCU (Brasil). www.punder.adv.br



MAIS NOTÍCIAS

PAT tem oportunidade de emprego para Auxiliar de Mecânica

Os candidatos interessados devem procurar o PAT munidos de RG, CPF e CTPS.

Associação dos Funcionários da Cocal abre inscrições para a Escola Oficial do Flamengo em Paraguaçu

As vagas são limitadas e são destinadas a crianças e jovens de 4 a 17 anos, sócios e não sócios

Bíblia completa em áudio é lançada pelas Testemunhas de Jeová

É possível acessar gratuitamente a versão em áudio da Bíblia por meio do site oficial jw.org

Vereadores apresentam 22 requerimentos com questionamentos ao Prefeito Antian

Documentos foram aprovados na Sessão Ordinária de segunda-feira, dia 15.

Vereador faz afirmação discriminatória em sessão ao chamar outro parlamentar de autista em Guaiçara

Vereador usou condição do transtorno do espectro autista (TEA) de forma pejorativa.

Homem é preso após esfaquear ex-companheira e filha de 8 meses em Tanabi

Autor fugiu, mas foi localizado em rodovia e preso por tentativa de feminicídio.

Após discussão, homem joga gasolina e ateia fogo na namorada, em Presidente Epitácio

Vítima foi socorrida com queimaduras à Santa Casa, onde permanece internada.

Representando o estado de SP, jovem de Assis comemora 2º lugar no Miss Brasil

Natural de Maracaí, jovem de 19 anos apostou nas "raízes simples" para ter sucesso no concurso.

Marque #tvparaguacu
ANUNCIE DIVULGUE